...COM CARINHO...

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

O Prazer de Servir

        Toda a natureza é um anelo de “serviço”. Serve a nuvem, serve o vento, serve o sulco.
        Onde houver uma árvore para plantar, planta-a tu; onde houver um erro para corrigir, corrige-o tu; onde houver tarefa que todos recusam, aceita-a tu.
        Sê quem tira a pedra do caminho, o ódio dos corações e as dificuldades dos problemas.
        Há a alegria de ser sincero e de ser justo; há, porém, mais que isto, a formosa, a imensa alegria de servir.
        Como seria triste o mundo se tudo já estivesse feito, se não houvesse uma roseira para plantar, uma iniciativa para tomar.
        Não te seduzam as obras fáceis. É belo fazer tudo que os outros se recusam a executar.
        Não cometas, porém o erro de pensar que só têm merecimento o executar as grandes obras; há pequenos préstimos que são bons serviços; enfeitar uma mesa, arrumar uns livros, pentear uma criança...
        Aquele critica, este destrói, sê tu quem serve.
        O servir não é próprio dos seres inferiores. Deus, que nos dá o fruto e a luz, serve. Poderia chamar-se: O Servidor. E tem seus olhos fixos em nossas mãos e nos pergunta todos os dias: serviste hoje? A quem? À árvore, ao teu amigo, à tua mãe?

                                                                                                       (Gabriela Mistral)
                    (Gabriela Mistral é uma escritora chilena, Nobel de Literatura de 1945).
                                       Com carinho: Maria Marlene


quarta-feira, 24 de julho de 2013

     É tempo de reflexão ...
     É tempo de olharmos para dentro de nós mesmo e percebermos o que precisa ser mudado!
   É tempo de jogarmos fora coisas profundas, enraizadas que já não servem para mais nada. Limparmos  as gavetas da casa física e espiritual.
     De  buscarmos  renovação!  Novos caminhos a percorrer ...
   Sejam eles com ladeiras íngremes, com abismos, despenhadeiros, alagadiços ou de terra seca. Serão desafios que nos tornarão mais fortes.
   Precisamos fazer pousada em um lugar com muita água transparente ... para molhar a terra ressequida que tantas vezes endurecem nosso coração, nos deixando rígidos e incompreensíveis.
    Precisamos olhar com os olhos da alma, pra percebermos o que  precisa ser mudado em nós e não  no outro.
    Precisamos parar de construir muros altos demais em autodefesa, nos esquecendo que muros nos deixam sem visão do mundo e impedem que as pessoas se acheguem a nós, acomodando-nos em uma redoma de vidro  e ouvindo tão somente a nossa voz.
    Devemos construir mais pontes...
Ah! Pontes ligam, aproximam e nos fazem chegar do outro lado e conhecermos  coisas novas, sensíveis, úteis e humanitárias ...
    Precisamos do desapego daquilo que nos faz mal ...
    Enfim, precisamos  ... ser mais GENTE... mais HUMANOS!
    Precisamos amar mais!

    A COMEÇAR DE MIM.

quinta-feira, 30 de maio de 2013

QUE AMOR É ESSE?


Eu preciso falar
De um sublime amor,
Um amor transcendental,
Um amor sem limites,
Um amor sobrenatural.

Ousarei perguntar:
- Darias tua vida por amar ao próximo,
sem olhar a quem?
Derramarias teu sangue imaculado
fazendo-se impuro, por amar alguém?

Sentirias a dor do pecado,
mesmo sem pecar?
Perdoarias um beijo na face,
símbolo da traição?

Pois é...
Este amor que ora falo,
É o amor de Jesus,
Que doou-se por nós,
Em uma rude cruz.

By Maria Marlene em 14/03/2013


sexta-feira, 8 de março de 2013

Mulher ...


Mulher
És obra-prima de Deus, o Criador”,
Tu retratas a essência divina!
Fazem parte de ti: a doçura e a sabedoria...
Típicos da alma feminina.
És companheira, amiga, ajudadora,
O alicerce...o  equilíbrio...tu és deveras especial!
Em teu ventre, geras dádivas de Deus.
É só teu!! É só teu...esse dom maternal.

Mulher...
Tua dura jornada de vida,
Vivencias com imensurável saber!
Tua força transcende ao cansaço, ao estresse...
Demonstrando assim, teu extremo poder!
És sublime e acalentas em teu seio,
Cada herança que o “Pai” te concedeu.
Tu és o esteio...és a bússola...és o norte...
Simplesmente... és  a luz de cada filho teu.

Mulher...
Tuas conquistas?! ...Quão duras...ferrenhas!
Preconceitos?!...Enfrentas sem temor.
Tu driblas as adversidades...as tristezas...as dores!...
Porque és tu, MULHER!...
A  supremacia!!
O âmago!
O AMOR!
*******
(by Maria Marlene-Tucuruí-Pa)





 
©2007 '' Por Elke di Barros